Mercado Central: parada obrigatória no centro da capital mineira

Fachada do Mercado Central de BH, um dos locais mais movimentados de BH
Fachada do Mercado Central de BH, um dos locais mais movimentados de BH
O norte-americano Russel mal chega a Belo Horizonte e vai logo procurando um jeito de ir ao Mercado Central. E não vai sozinho, conta com a ajuda de Willy, o amigo brasileiro que interpreta os pedidos do engenheiro casado com uma mineira. Com um português arranhado, ele revela que são os cheiros, a variedade de coisas e principalmente o queijo fresco os atrativos preferidos. “Não tem como vir a Belo Horizonte e não vir ao Mercado Central”, afirma.
 
Russel não é o único estrangeiro que elegeu o centro comercial como favorito. A argentina Myriam Feldfeber também faz constantes visitas ao espaço considerado o mais democrático da capital mineira. “Eu adoro o Mercado e tudo o que ele tem de cor, de sabor, de coisas para comer. Amo esse lugar”, declara a professora da Universidade de Buenos Aires.
 
Pão de queijo, frutas e verduras fresquinhas, cerveja gelada, diversos tipos de queijo, carne para comer na hora e também para levar para casa, artesanato para consumidor e para artesão, pimenta, cachaça, cabeleireiro, flor, imobiliário, bijuterias, instrumentos musicais, jiló refogado, ervas medicinais e por aí vai. A lista de coisas que você pode encontrar é gigantesca. 
 
Um roteiro tradicional
 
 Há quem diga que não há frutas iguais as de lá. Então, pare em uma frutaria na qual encontrará abacaxi e melancia em pedaços e deguste de olhos fechados. Doce e levemente gelado, o abacaxi é saboreado por frequentadores do comércio há mais de 60 anos. Seu Jair, dono do estabelecimento, ainda tem lembranças da época em que o Mercado ainda era pequeno. “Aqui não passava de uma simples feira e hoje eu tenho orgulho por ter feito da degustação do abacaxi um rito quase obrigatório”.
 
Se você é daqueles que gostam de artesanato, objetos de decoração e utensílios domésticos uma boa dica é visitar o andar superior. Lá você vai encontrar tudo isso e muito mais. Não se esqueça de comprar uma lembrancinha e levar para os amigos de sua terra natal, eles certamente ficarão com inveja. Mais ainda, quando mostrar as fotos dos mais deliciosos queijos de Minas. Destaque para o tipo canastra, típico da região da Serra da Canastra, que integra oficialmente o patrimônio cultural imaterial brasileiro. 
 
Mantenha o paladar preparado. Em cada balcão um novo sabor, um novo cheiro e uma nova cor esperam por você. Desde o verde das folhagens, do vermelho das garrafas de pimenta, belamente dispostas nas prateleiras, à transparência saborosa a bebida mais famosa do Estado, a cachaça. A multiplicidade de marcas oferece ao apreciador diferentes tamanhos, cores, formatos e preços. E por falar em pinga, que tal uma passadinha em um dos bares? Não se surpreenda se receber, aos gritos, um convite para tomar uma cerveja gelada. Ou quando o aroma dos pratos preparados lhe envolver, já estará sentado à mesa, participando de uma prosa e saboreando a mais famosa porção do Mercado: o fígado acebolado com jiló na chapa. Não faça cara feia! A maioria das pessoas que comem, repetem o petisco em casa. 
 
Se quiser investir na saúde,vai ter facilidade para encontrar suplementos alimentares. No entanto, são das ervas medicinais o título das mais procuradas, sendo cerca de 30 lojas dedicadas aos fitoterápicos. Se a cura procurada é para a alma, além da Capela que abriga a imagem da Virgem de Fátima, são vendidos diversos artigos religiosos para as mais variadas crenças. Democracia que também se estende ao universo étnico– além de vários “pedacinhos” de Minas, o Mercado abriga pequenas representações de culturas estrangeiras. No corredor de peças vindas da Índia, você encontra também o melhor da gastronomia árabe, um dos lugares preferidos da compositora Amanda Prates, “o kibe daqui é delicioso, diferente, feito exatamente como nos países árabes”, elogia. 
Está achando que precisa mudar o visual ou apenas ajeitar a cabeleira? Profissionais da área também estarão à sua espera. Mas lembre-se, não vá embora sem antes tomar aquele cafezinho acompanhado de um delicioso pão de queijo, o quitute mais querido dos mineiros.
 

informações do local
Endereço: Avenida Augusto de Lima, 744
Telefone: 31 3274-9434
Site: http://www.mercadocentral.com.br
Horário de Funcionamento: 2ª a sáb. das 7h às 18h, dom. e feriados das 7h às 13h